quinta-feira, novembro 18, 2004

Firefox 1.0


Eu já usava firefox há algum tempo, mas não ficava o tempo todo nele, eu preferia o Mozilla. Vi que a equipe do mozilla.org tem dado uma atenção especial nele, uma vez que características novas inexistem no mozilla, como o Extensions, uma espécie de plugins sob formato de script para ele ser cross-plataform.
Este navegador tornou-se o rival do Internet Explorer, vamos ver como ele se sai. Bom, a sua base de usuários vem crescendo com o tempo. Nos Sistemas Operacionais não Windows só uso Firefox ou Mozilla mesmo. O que me irrita são os sites IEonly que ainda não são poucos.
Vejamos se ele retomará o posto que fora antes do Netscape Navigator há anos atrás.

quarta-feira, novembro 17, 2004

América Central


Deparei-me com um mapa esses dias dessa parte de nosso continente e notei que pouco sei sobre esse pedaço da América. Certamente os mais conhecidos países são Cuba e Panamá, o primeiro devido ao alinhamento com a ex-URSS nos tempos da Guerra Fria e os problemas geopolíticos gerados, o último pelo canal que leva o nome do país. Fitando o mapa eu percebi que mal sei a ordem dos países, pelo menos da parte continental. Se me pedissem para esboçar um mapa à mão, possivelmente acertaria Panamá e erraria todo o restante, esqueceria-me de Belize e etc. Creio que a maioria dos brasileiros teria o mesmo problema que eu. Pior ainda a África, um esboço mal feito teria apenas a África do Sul, Madagascar, Etiópia, Egito, Marrocos, Líbia, Angola e Moçambique, e quanto ao restante? Muita coisa hehehe.

Claro não sou obrigado a ter informações completas do mapa em detalhes na cabeça. Mas eu fiquei indignado em desconhecer por quase completo a ordem e a localização da parte continental da América Central. Sei que essas informações teriam pouquíssima utilidade na minha vida, quando me lembro deles? Quando vejo no noticiário sobre um furacão passando por aquela região, como acontece de tempos em tempos, infelizmente, para depois chegarem nos EUA. Como o que passou no meio do ano, quatro furacões seguidos: o Frances, Ivan, Jeanne e Charley. Ou o Mitch em 1998 que passou por Honduras e Guatemala destruindo quase tudo no caminho pq ele foi de categoria 5 destruindo a economia desses países.

Bom, retornando aos mapas, falo sobre isso pq mapa sempre foi uma facinação espontânea minha desde a infância. Não sou um especialista hoje, uma vez que o mapa político muda levemente com o passar dos anos. Mas olho em um quando eu posso e fico olhando, e aproveito que tenho um sobrinho de sete anos por perto para ver se ele gosta também, mas percebi que ainda é muito cedo, ele se interessa só pelo Brasil, onde estamos em São Paulo pelo Japão e os EUA.
Ah, se tivesse uma utilidade maior e uma memória prodígia, eu guardaria os mapas, as capitais de todos os países e os chefes de estado e governo ( ou ditador conforme o caso) de cada um. Mas eu reflito melhor, e penso: "santa inutilidade!". Saber do básico já está bom!

quinta-feira, novembro 11, 2004

Morte de Yasser Arafat


Longe de quaisquer julgamentos religiosos ou políticos que eu possa fazer, pois por mais que eu tenha estudado história, leia jornais e sites de notícias, eu, um pobre conhecedor dessas coisas pois há muito tempo afastado do estudo essas coisas na escola e a minha pior nota no vestibular. Mesmo retomando tudo isso, leia tudo que haja a respeito dele, sempre haverá aquilo que nunca iremos saber: a verdade que nos foi escondida, tanto do lado dos palestinos como do lado dos israelenses.
Arafat não indicou sucessor algum, talvez por medo ou para não cometer "injustiças" com seus aliados para não gerar nenhum foco de desiquilíbrio. Mas certamente sua morte deixará um vácuo nas negociações de paz no Oriente Médio. A real paz duradoura é algo extremamente difícil naquela região, mesmo durante os séculos que estão por vir.

sexta-feira, novembro 05, 2004

Idéias que pipocam e desaparecem


Ontem antes de dormir eu tive uma idéia sobre alguma coisa, eu devia ter escrito a respeito no exato momento que ocorreu. Como sempre incorri no erro de que conseguiria lembrar no dia seguinte, no caso, hoje. A raiva é que já fiz isso várias vezes. Foram a preguiça e o sono que sobrepujaram a vontade.